Entrevistamos Pavel Égüez – pintor e muralista latino americano – em seu segundo mês de quarentena e conversamos sobre a situação no Equador e sua nova série de pinturas, Cuarentena. Ele convoca os artistas a refletir e participar nas lutas do povo – uma vez que seus movimentos sociais e políticos podem fornecer “a tese do futuro”. Ele compartilhou com a gente não só o que significa permanecer vivo nestes tempos,  mas permanecer humano.

Nos sentamos com Li Zhong (李钟) em uma pequena casa de chá ao ar livre de um amigo; Zhong é pintor da Academia de Pintura e Caligrafia de Xangai e presidente da Associação de Artistas do Distrito de Fengxian.
Para o dossiê, CoronaChoque: o vírus e o mundo, convidamos artistas e militantes de todo o mundo a contribuir com suas reflexões visuais feitas durante a quarentena para o caderno de desenhos do CoronaChoque.
Este dossiê traça a História da produção gráfica na Cuba pós-revolucionária, particularmente por meio da OSPAAAL. Cuba, que havia sido a queridinha do imperialismo estadunidense, buscou seu próprio caminho rumo ao socialismo. Entre as heranças obtidas pela revolução estavam bem desenvolvidos meios de comunicação de massa, com mão de obra ...
A primeira Exposição de Cartazes Anti-Imperialistas. Esta série de quatro exposições online nos próximos meses servirá como instrumentos culturais para animar e aprofundar o processo político da Semana Internacional de Luta Anti-Imperialista, uma plataforma política que emergiu de movimentos populares, organizações políticas e redes de todo o mundo.