Em 1965, o Partido Comunista da Indonésia tinha 3,5 milhões de quadros e uma base de 20 milhões, incluindo seu braço cultural: Lekra. Com 200 mil membros, é provavelmente a maior organização cultural de esquerda que já existiu. Em 1º de outubro de 1965, tudo isso mudaria com o golpe militar e a perseguição assassina aos comunistas que se seguiu. Setenta anos após a fundação desse grupo cultural revolucionário, entrevistamos o escritor e sobrevivente Martin Aleida, que nos falou sobre ...