O capitalismo hoje não é como era há cinquenta anos. Muita coisa mudou incluindo o crescimento das cadeias globais de produção e a produção desarticulada, bem como da centralidade das finanças, dos direitos de propriedade intelectual e da economia digital. Nesse sentido, este campo de pesquisa se dedica a estudos sobre o imperialismo e os processos de financeirização, ofensiva neoliberal, reestruturação produtiva, espoliação dos bens naturais e acumulação predatória dos recursos estratégicos.


Observatório da Questão Agrária

A cartilha Tecnofusões comestíveis oferece um retrato dos principais atores em 10 setores do sistema alimentar: sementes, agroquímicos, fertilizantes sintéticos, maquinários para o agronegócio, fármacos animais, genética e pecuária, comerciantes de commodities agrícolas, processamento de alimentos e bebidas, indústria de carne / proteína e varejo de alimentos.


Como se organiza a estrutura produtiva que atua no campo brasileiro? Como se divide as classes sociais no meio rural e qual sua porcentagem em relação à renda, produção e quantidade de unidades agrícolas e hectares?


Observatório da Financeirização

A crise pela qual passa a educação brasileira não tem precedentes históricos. A Covid-19 agravou problemas estruturais que já existiam, a exemplo do racismo. Apesar do agravamento da pandemia, os governos continuam insistindo em reabrir as escolas. Enquanto isso, os recursos são cada vez mais escassos. O que se vê são sucessivos cortes no orçamento deste ano e perspectivas de redução do orçamento do ano que vem. Enquanto o governo aposta em implementar as escolas cívico-militares, as instituições bancárias jogam suas fichas na educação financeira. Para o capital, a crise produz novas oportunidades.


Levantamos três hipóteses que buscam explorar as contradições da crise vivenciada nesse período de pandemia e algumas situações que, de forma muito embrionária, podem apresentar tendências de desaceleração da alienação, com a retração e as restrições do isolamento social experimentada por parte da classe trabalhadora.