Cerca de 85 milhões de empregos serão destruídos com o processo de automação no mundo nos próximos 5 anos. Os EUA investem pesado para barrar o avanço da tecnologia chinesa no Brasil e prometem investir US$ 1 bilhão no país. O mês de setembro apresentou um total de 13,5 milhões de pessoas desempregadas e uma taxa de desemprego de 14%. Os assassinatos cresceram no país nos últimos meses; as mortes violentas intencionais aumentaram 7,1% em relação a 2019.


Nesta avaliação mensal, analisamos os novos recordes da série histórica sobre o desemprego, subutilização da força de trabalho e pessoas fora do mercado, além suposta insolvência da dívida pública brasileira, que nada mais é que uma justificativa de mercado para manutenção e aprofundamento da austeridade fiscal no Brasil.


Estimativas mostram que metade da população humana tem acesso insuficiente aos alimentos, enquanto quase um terço dos alimentos produzidos globalmente para consumo humano é perdido ou desperdiçado. Isso é consequência de um sistema baseado no lucro que prefere jogar comida fora a doá-la aos famintos por meio de sistemas de distribuição pública. Esse é o caráter da guerra de classes.


O Seminário “Regularização fundiária e a destruição ambiental” debaterá a questão ambiental em meio à pandemia, o processo de grilagem de terras públicas, a militarização da Amazônia e o processo de especulação e financeirização dos bens naturais.


Vinte editoras de esquerda de todo o mundo lançam uma edição conjunta que inclui dois textos essenciais de Che Guevara no 53º aniversário de sua morte pela CIA na Bolívia. Esses textos, com prólogos de Aijaz Ahmad e María del Carmen Ariet García, nos dão um resumo claro e resoluto do espírito de convicção de Che, suas percepções científicas, sua compaixão humana e vontade implacável de alcançar a vitória dos oprimidos sobre os opressores.